Paixão por Duendes

Relaxe...

Se estiver tocando alguma música na página deste BLOG,
espere ela acabar e só então, se concentre no vídeo...

video




Fuja da Espectativa!

Um dos caminhos mais eficazes
para a frustração é criar espectativas.
É da natureza da mente esperar
que algo muito desejado aconteça rapidamente.
E, quando vivemos de modo inconsciente,
não conseguimos perceber este jogo que
nos leva sempre a esperar pela realização
urgente de nossas esperanças e a sentir uma
grande decepção quando elas não se concretizam.

Visto que não temos o poder de determinar
a vontade e as atitudes alheias,
torna-se impossível que possamos ter garantida
a realização de todas as nossas expectativas.

Nas relações afetivas
é onde este tipo de engano mais acontece,
pois sempre projetamos no outro nossos desejos
e esperamos ansiosamente que ele os satisfaça plenamente.
Quando isto não ocorre, a reação é de revolta,
pois nos sentimos traídos por aquele que
não preencheu nossas expectativas.

Viver uma vida consciente pressupõe,
antes de tudo, aprender a perceber quando
estas ilusões começam a se formar em
nossa mente e aceitar o fato de que não
temos o dom de manipular a realidade para
que ela se amolde ao nosso desejo.

A partir daí, tudo começa a fluir num novo ritmo.
Passamos a nos relacionar de modo realista,
enxergando o outro exatamente como ele é,
sem qualquer fantasia ou ilusão.

Além disso, se torna possível aceitar, com tranquilidade,
que nem sempre a realidade corresponderá aos nossos anseios,
por mais que lutemos para isto.
Então, o bom senso e a sabedoria podem,
finalmente, tomar o lugar da angústia,
da ansiedade e do desespero.

Este não é um aprendizado fácil,
mas é, sem dúvida, essencial para que
nos libertemos do sofrimento criado por
nossa própria mente, que insiste em nos manter
prisioneiros da ilusão. A felicidade só se torna
possível quando pudermos perceber o quanto nossas
próprias expectativas criam a maioria das
frustrações que experimentamos ao longo da vida.

"...Vocês estão todos vivendo em sombras.
Vocês pensam, vocês projetam, vocês imaginam, vocês sonham...
Vocês vivem em sombras, em suas esperanças.
O que vocês têm ganho com suas esperanças?
Apenas imaginação vazia que amanhã algo acontecerá,
que não aconteceu agora, e vocês sentem-se preenchidos.
E nunca acontece. O que acontece amanhã é a morte -
e a morte cria medo pela simples razão de que
vocês não estão conscientes.

O medo da morte é que tira o
futuro de suas mãos. E vocês têm estado
vivendo no futuro em sua imaginação, e a
morte vem e põe uma parada: não mais amanhã.
A existência não tem obrigação de preencher
seus desejos e suas esperanças.
As pessoas esperam algo, nunca preenchido.
Há sempre frustração ao redor.
As pessoas estão vivendo em desespero,
e a razão é que o que elas esperam...
a existência não tem desejo, não tem razão para
ir de acordo com as suas expectativas.
Se você quer ser feliz, vá de acordo
com a existência, onde quer que ela leve você.

Eis o que significa let-go: você simplesmente
joga suas projeções, suas imaginações.
E deixa a existência tomar conta de sua vida inteira.
Então, não há desespero, porque não há possibilidade
de tornar-se frustrado. Não há angústia e não há ansiedade,
você está relaxado com a existência.
O que quer que aconteça... é bom.

...Toda a existência é mais sábia do que eu,
então o que quer que aconteça...
Não permaneça afastado, contra a existência,
seja parte e sinta uma certa unidade.

...O significado é que o que quer que aconteça é bom.
Você tem que achar a beleza disto e a alegria disto...
Somente um homem de let-go não é enganado por nada.
Ele toma tudo como vem, feliz e alegremente.
E se as coisas mudam, ele permite a mudança
sem qualquer obstáculo, sem criar barreira para prevenir a mudança.

...Tudo é como deveria ser. Então, pacificamente estão
as montanhas na noite de lua cheia... estão em paz,
dançando na lua cheia... Tudo é silêncio e paz.
Não há frustração nas montanhas, não há frustração nos rios...

...O homem também pode ser tão feliz como as montanhas
e tão pacífico como os rios, se ele olhar para a lua
e as cercanias sem qualquer mente. Sem pensar,
ele também se tornará parte de toda a cena.

Mas ele permanece sempre preocupado com suas próprias
idéias estúpidas. Quando toda a existência está se
regojizando, somente o homem está preocupado.
Você já viu uma árvore preocupada? Os animais também nunca
estão preocupados. Mesmo na morte, morrem pacificamente.
Pois, como tudo na existência, o que nasceu deverá morrer.

Mas a mente do homem perturba, sempre cria problemas -
porque espera que as coisas sejam diferentes do que elas são.
Ele não está pronto para aceitar a natureza da existência,
ele a quer de acordo com ele. Este, "de acordo com ele",
é toda a miséria.

Todo mundo está tentando que tudo seja de acordo consigo.
Um pode dizer, outro pode não dizer - mas mesmo sem dizê-lo,
sua mente está tramando pensamentos de que as coisas
deveriam ser trazidas de acordo com a sua idéia -
e isto é impossível.

Você não pode mudar a existência.
Tudo o que você pode fazer...
você pode abandonar sua mente".

ANIMAL DO PODER

Só recentemente os Seres Humanos deixaram de viver com a Terra.
Antigamente, todas as manifestações da Natureza estavam presentes,
tanto no espaço profano,como no espaço sagrado.
Os Animais faziam parte das várias realidades dos Homens,
como companheiros, sustento e símbolo -
uma riqueza que vai desaparecendo graças à amnésia
que nos imprime o modo de vida moderno.
Porém, os Animais continuam a povoar o nosso imaginário
como Arquétipos que podem ser invocados para cura e conhecimento.
Uma herança preciosa...


As várias tradições evocam o espírito dos animais,
bem como as suas forças e virtudes,
tanto através de rituais,
como através de numerosos talismãs em forma de animal,
tatuagens, esculturas e representações gráficas.
Cada animal associado a uma determinada cultura
é portador de sabedoria, podendo ser adoptado como Animal de Poder,
Guardião e Mestre espiritual.

No xamanismo tradicional,
os Animais de Poder estão associados a
determinadas características e são
usados como mediadores,
durante a viagem xamânica,
para o diagnóstico e tratamento
de doenças físicas e espirituais.
A viagem xamânica é um transe induzido,
em que o xamã, mantendo-se "entre os mundos",
conserva a lucidez enquanto se deixa levar
pela corrente do Inconsciente
até ao mundo dos espíritos,
buscando aí a iluminação ou a solução
para os males que afligem um paciente.

Existem diversos rituais,
geralmente acompanhados pela batida ritmada do tambor
ou outro instrumento de percussão,
em que se estabelece o contacto com o Animal de Poder,
por exemplo, a Dança do Animal,
em que o xamã o invoca e incorpora,
adoptando a sua postura e gestos,
até se fundir com a sua natureza.

Segue-se uma lista de animais
e dos seus atributos enquanto Animais de Poder:

Abelha -
A Abelha é bem conhecida como símbolo da comunicação,
do trabalho árduo e da organização.
Também transporta o espírito da harmonia e da disciplina.
A Abelha produz o mel, néctar da vida que,
sendo fruto da dedicação, é o mais doce de todos.

Águia -
A Águia é livre, poderosa e eleva-se
sobre todas as coisas terrenas.
Representa a iluminação, a visão interior, a coragem
e a elevação do espírito. É um animal usado com frequência
por todas as tradições.

Alce -
O Alce é um animal grande e possante.
A sua figura é de estabilidade, especialmente ligada
à Terra e representa os dons da resistência,
da auto-confiança e da responsabilidade.
Também é um bom animal para questões
de competição e para invocar o espírito da abundância.

Antílope -
O Antílope inspira à cautela,
ao silêncio e à capacidade de passar
rapidamente da calma à acção.
Como Animal de Poder inspira à consciência mística
através da meditação. Por vezes, surge como aviso
para uma situação de perigo,
especialmente se toma uma atitude de fuga.

Aranha -
A Aranha detém a virtude do labor
e da criatividade. É a Senhora da Teia da Vida,
da Magia e dos sonhos que, com delicadeza e força
se manifestarão no mundo.
Tem especial afinidade com trabalhos de cura.

Baleia -
A Baleia é um animal de vida longa,
de grande inteligência e cuja voz é entendida como
a voz da Mãe Terra. As suas vocalizações equilibram
o corpo emocional, transportam-nos às origens e
harmonizam-nos com a natureza.
A Baleia é invocada por todas as culturas litorais
que a conheceram. Hoje em dia, com a globalização
da informação e dos símbolos,
ela é invocada por todos aqueles
que procuram forma de percorrer grandes
distâncias através do Mar do Inconsciente.

Beija-flor -
Os Beija-flores são pássaros pequeninos e vistosos
que fazem parte de vários géneros, entre os quais, o Colibri.
Nas suas regiões de origem (América Central e do Sul)
os Beija-flores são tidos como mensageiros de cura.
Despertam o amor, a leveza, a graça e a boa sorte.

Borboleta -
As borboletas são seres de beleza rara
e vida efémera. Atravessam vários estágios morfológicos
ao longo do seu desenvolvimento,
pelo que transportam o espírito da metamorfose.
Como levíssimas criaturas do Ar,
representam clareza mental, liberdade e desprendimento.
São excelentes Animais de Poder quando se trata
de enfrentar novas etapas da vida.

Búfalo -
O Búfalo é um Animal de Poder que nos chega,
sobretudo, da cultura norte-americana.
Representa a sabedoria ancestral, a esperança,
a espiritualidade, a paz e a abundância.
O Búfalo também inspira a tolerância e a paciência.

Cabra -
A Cabra, bode, cabrito ou capricórnio é
um dos mais antigos símbolos animais.
Representam a determinação para escalar
terrenos difíceis, a capacidade de sobrevivência,
bem como o espírito brincalhão e a abundância nutritiva.
A figura da Cabra faz parte de uma das mais interessantes
representações do Homem Cósmico - o Baphomet.
Como Animal de Poder ajuda-nos a ganhar resistência
e a atingir os nossos objectivos.

Camelo -
O Camelo e o Dromedário são animais
fortes e determinados. Detém as virtudes da auto-conservação,
da resistência, da tolerância e da força para transpôr grandes
distâncias por territórios agrestes.

Canguru -
O Canguru chega-nos da Austrália e simboliza,
sobretudo, a maternidade. É também um animal de
grande força e coragem que não se escusa a
lutar se for obrigado a isso.

Cão -
O Cão foi o primeiro animal que se tornou
companheiro doméstico dos Seres Humanos.
A sua natureza é leal e detém a capacidade
para amar incondicionalmente.
Transporta o espírito da fidelidade e do préstimo.
A sua vida está, desde há muito, interligada com a nossa,
pelo que o Cão pode surgir em formas muito diversas,
com atribuições simbólicas também muito distintas.

Caranguejo -
O Caranguejo é um ser de casca dura e de miolo mole.
Como animal da Água, relaciona-se com o plano emocional e com a família.
No seu aspecto negativo, pode surgir para indicar uma sobrevalorização
de pormenores insignificantes ou a perda da lucidez perante os sentimentos.
Como Animal de Poder pode ser invocado para protecção da família e do lar.

Castor -
O Castor é o Construtor dos Rios,
ajuda-nos a abrir novos canais de pensamentos e a
trasnformar o nosso mundo de acordo com as nossas necessidades.
Transporta o dom da construção, da segurança, do conforto e da persistência.

Cavalo -
O Cavalo também é um animal de grande nobreza,
que detém uma força simbólica muito grande em várias culturas.
Na generalidade representa o poder interior,
a liberdade, a força e a beleza.

Cavalo Alado -
Este animal mitológico surge em várias culturas,
por exemplo, como Pégaso na tradição grega.
Detém todos os atributos do Cavalo e ainda transporta
os dons da elevação e da transmutação.
É um excelente Animal de Poder a invocar para
viagens astrais, abertura da visão e profecia.

Centauro -
O Centauro é Chíron da mitologia grega,
que nos ensina, antes de mais, os caminhos da cura.
Representa também o instinto animal que devemos
aprender a manipular, bem como a ligação com os animais,
o caos construtivo, a sexualidade e a fertilidade.

Cisne -
O Cisne é uma ave graciosa e fiel
que se associa com os ritmos do universo.
Como Animal de Poder, inspira os poderes intuitivos e a profecia.
Também é um símbolo para a transformação -
quem não conhece a história do Patinho Feio?

Coiote -
O Coiote chega-nos da América do Norte e
representa a criança interior, a adaptabilidade,
a confiança e o humor.
Também é o pequeno trafulha que transporta
o espírito da malícia e da mentira.
Na Europa, onde não existem coiotes,
este Animal de Poder é representado pela Raposa.

Coelho -
O Coelho detém o dom da fertilidade, da abundância
e da prosperidade, sendo bem conhecido como símbolo
das celebrações da Primavera, Ostara e Páscoa.
O Coelho também transporta o espírito do medo,
da auto-preservação e da tolice,
podendo surgir quando é necessário aplicar
a agilidade para evitar prejuízos.

Condor -
O Condor é o equivalente da Águia
na América do Sul. No Peru é chamdo o Filho do Sol
e representa o Mundo Superior.

Coruja -
A Coruja é um espírito da noite, como os seus
maravilhosos olhos que tudo vêem,
até na mais densa escuridão. Transporta os dons da visão oculta,
da vigília, das sombras e da sabedoria antiga.
Tal como também o Mocho, a Coruja está associada à rectidão
e à justiça, pelo que pode ser chamada para ajudar em questões legais.

Corvo -
O Corvo é outro Guardião da Noite.
Está associado ao mistério e à profecia.
Segundo algumas tradições, é o mensageiro e elo de ligação
entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos.
Representa a dualidade, sendo um excelente
Animal de Poder para cura e sabedoria.

Cobra -
A Cobra é também um dos mais antigos animais simbólicos,
surgindo em representações antiquíssimas.
Traz consigo os dons da transmutação, da cura,
da regeneração, da sabedoria e da sensualidade.
É bem conhecido na forma de Oroboros, o Infinito -
a Serpente que morde a própria cauda.
É um Animal de Poder extremamente poderoso
que faz parte do imaginário de diversas culturas.

Crocodilo -
Os crocodilos, jacarés e aligátores são, para as populações
que com eles convivem, um símbolo primordial da vida.
O Crocodilo transporta o Caos e o Abismo de onde brota a Criação.
Como Animal de Poder, permite-nos aceder ao inconsciente profundo.
Também estimula o instinto de sobrevivência,
bem como a capacidade de observação "na linha d'água".

Doninha -
A Doninha é um animal ágil e esperto,
de beleza lânguida e sedosa. Transmite os poderes
ocultos, a capacidade de esconder segredos e
a acuidade da observação.

Dragão -
O Dragão representa a força vital e os princípios
primordiais que regem todas as coisas.
É a representação animal dos Quatro Elementos e,
por excelência, o Portador da Sabedoria.
O Dragão detém a força para se mover por todos os mundos,
é uma força viril, fecundante e extremamente poderosa.
Como Animal de Poder é invocado para cura,
para conhecimento do que está escondido e sobretudo,
para confronto com os próprios demónios da psique e
evolução espiritual.

Elefante -
O Elefante é um animal maravilhoso, régio e de uma dignidade incomparável.
É o símbolo da longevidade e da inteligência.
Como Animal de Poder transmite-nos a memória ancestral,
cultiva a temperança e liga-nos aos Antepassados.

Elefante Branco -
O Elefante Branco é um animal raro,
quase mitológico, que surge por mutação.
Os Elefantes Brancos eram estimados pelas culturas do Sudeste Asiático
e mantidos pelas casas reais da Burma, da Tailândia,
do Laos e do Cambodja. Eram considerados portadores de paz
e prosperidade para o reino e
o monarca que os possuísse
era tido como poderoso e justo.
A tradição que associa o Elefante Branco
à pureza remonta ao início do Budismo,
com o mito que conta como a mãe do Buda
recebeu a notícia do seu nascimento através
de um sonho em que um Elefante Branco
lhe oferecia uma Flor de Lótus.
Como Animal de Poder transmite força, bondade,
pureza e sabedoria. Também é um bom conselheiro
quando se trata de escolher caminhos, buscar a iluminação
e penetrar os mistérios.

Esquilo -
O pequeno Esquilo é o espirito da alegria que invoca o divertimento
e a despreocupação.
Também é persistente e laborioso, capaz de nos ensinar
a fazer planos para o futuros, a reunir os meios e a observar o óbvio.
Por vezes, surge para nos fazer reconhecer uma boa oportunidade.

Esturjão -
O Esturjão é um peixe antigo e estranho que habita
tanto as águas salgadas como as águas doces.
É um migrador que percorre grandes áreas pelo Mar do Norte,
ao longo da costa Atlântica da Europa e do Mediterrâneo,
no Mar Negro e no Mar Azov, bem como no Báltico e
em alguns grandes lagos.
Encontra-se actualmente ameaçado de extinção.
Como Animal de Poder, o Esturjão detém as virtudes
da determinação, da consistência e da profundidade.
É um animal poderoso que nos pode levar ao
mais profundo Mar do Inconsciente.

Falcão -
O Falcão tem os atributos da precisão,
da visão de longo alcance e do vôo rápido.
Como Animal de Poder é um mensageiro que nos ajuda
a ver melhor as coisas que nos passam despercebidas
e a agarrar as oportunidades.

Fénix -
A Fénix é mais um animal mitológico que surge em várias culturas.
É o símbolo do eterno renascimento,
da imortalidade da alma, da elevação e
da purificação através do Fogo.
Como animal solar, pode ser invocado
para todos os trabalhos de cura,
sendo também o melhor dos mestres
para nos ensinar a renascer das cinzas,
a despir a pele e a recomeçar do nada.

Formiga -
A laboriosa Formiga é o espírito de equipa.
Transmite a noção da comunidade perfeita, da paciência,
do trabalho árduo, bem como da força, da resistência
e da agressividade. Como Animal de Poder ajuda-nos
a saber colher o frutos do nosso trabalho e
a cooperar com os nossos semelhantes para o bem comum.

Gaivota -
A Gaivota é símbolo de liberdade, ligada ao Mar e ao Céu.
Ensina-nos a voar através da vida com calma e esforço,
contra todos os ventos e tempestades,
até alcançarmos os nossos objectivos.

Gambá -
O Gambá é um marsupial noctívago, originário das Américas.
O seu espírito é altivo e detém fortes impulsos protectores.
Como Animal de Poder ensina-nos a sobreviver pelos próprios
meios e a repelir quem não nos respeita.

Galo -
O altivo Galo é o Arauto do Sol.
A sua simbologia está ligada à fertilidade e à vigilância,
pelo que é frequentemente colocado sobre cata-ventos e
campanários. Como Animal de Poder, transmite alegria e prosperidade.

Gato -
O Gato, a par com o Cão, é o mais antigo companheiro
dos Seres Humanos. Desde tempos imemoriais é tido como
Senhor dos Mistérios, detentor dos dons da Magia e
dos poderes lunares. O Gato é um poderoso guardião astral,
protector da família e mestre da sensualidade.
Como Animal de Poder, oferece-nos visões místicas,
desperta a intuição e mostra-nos como não perder
a individualidade e a independância perante a
vida familiar ou comunitária.

Girafa -
A Girafa é uma figura majestosa e irradiante.
Desperta a calma, a suavidade e a doçura. Como Animal de Poder
pode ajudar-nos a atingir grandes alturas com a
devida estabilidade em cada passo.

Golfinho -
O Golfinho é um ser iluminado de extrema pureza.
Como Animal de Poder é portador da paz e da harmonia,
ensina os dons da comunicação, da alegria e do altruísmo.

Gorila -
O Gorila é um Guardião da Terra.
Transporta a sabedoria, inteligência e a solidez.
É um excelente Animal de Poder, capaz de transmitir força e
capacidade para defender o que é nosso por direito.
O seu espírito é muito protector, pelo que pode ser invocado para defesa.

Grifo -
O Grifo é um animal mitológico que surge em
várias culturas da Antiguidade.
Geralmente é representado como um híbrido com cabeça
e asas de Águia num corpo de Leão.
Assim, possui muitos dos atributos destes dois animais.
Detém os poderes do Elemento Ar aliados aos do Elemento Fogo,
numa forma dinâmica que faz dele um dos mais
majestosos seres do imaginário humano.
O Leão e a Águia também são, respectivamente,
os Senhores da Terra e do Céu,
o que faz do Grifo uma síntese
figurativa da Criação.
Tradicionalmente é considerado um Guardião e,
por isso, é representado em Heráldica,
nas armas e brasões de numerosas localidades e famílias.
O Grifo concede os dons da justiça, da força,
da criatividade e da elevação espiritual. Pode também
ser invocado para aumento da coragem e poder pessoal.

Guaxinim -
O Guaxinim é um pequeno e inteligente animal que irradia bom humor.
É também portador da tenacidade e capacidade de sobrevivência,
bem como da minúcia e do asseio. Como Animal de Poder
inspira-nos ao empenho e ao cuidado com a limpeza,
tanto física como espiritual.

Hipopótamo -
O Hipopótamo é uma animal terrestre que vive na água.
Graças a este aspecto, ele ajuda a desenvolver a psique,
a intuição e todas as virtudes que ocorrem desta ligação Terra-Água.
O seu temperamento é determinado, territorial e, por vezes,
hostil, pelo que é um bom Animal de Poder a invocar
quando se pretende coragem e força.

Jaguar -
O Jaguar é parente próximo do Leopardo e da Pantera,
sendo, no entanto, nativo americano e maior do que estes.
Tal como eles, é um solitário que aprecia uma vida partilhada
entre o chão e as copas da floresta.
Aprecia também a água, passado o seu tempo de lazer
refrescando-se e nadando. A sua ligação com a água
faz dele um mensageiro entre o consciente e o inconsciente.
Ensina a estabelecer uma interacção produtiva da mente e da alma,
ao mesmo tempo que é um protector do espaço,
um excelente observador e um forte guardião.

Javali -
O Javali é um animal inteligente e altivo que
detém uma excelente capacidade de comunicação
entre os pares. É extremamente vigoroso e territorial,
podendo ser invocado para protecção da família e dos bens,
para melhoria das capacidade de expressão e para vigor físico.

Lagarto -
O Lagarto simboliza a adaptabilidade, a regeneração e a transformação.
Como animal de Poder, estimula os sonhos e ajuda nas renovações.

Leão -
O Leão é o símbolo régio, por excelência, é o Ouro Alquímico.
É um animal solar que transmite poder e força.
Transporta consigo as virtudes da prosperidade,
da coragem, da saúde e do vigor físico.
Como Animal de Poder é próprio para liderança,
segurança, auto-confiança e nobreza de espírito.

Leopardo -
O Leopardo é um solitário que vive, ora na mata, ora nas copas das árvores.
É extremamente vigoroso e forte, podendo arrastar uma presa com mais peso
do que o seu até ao cimo de uma árvore.
O Leopardo mostra-nos as nossas capacidades ocultas -
aquelas que temos mas que desconhecemos.
Ensina-nos o caminho até ao conhecimento do subconsciente,
a compreender os aspectos sombrios que se escondem na nossa mente
ou na mente do paciente. Como Animal de Poder, concede ainda
a virtude da rapidez, indicando quando devemos agir sem vacilar.

Lince -
O Lince é um belo felino com uma profunda ligação à Terra,
Como Animal de Poder revela-nos os segredos e conhecimentos ancestrais.
Mostra-nos a ouvir no silêncio, a aprender com as tradições
e a crescer enriquecidos pelo passado.

Libélula -
A Libélula tem uma figura de fada,
delicada e colorida. Indica ventos da mudança e
permite a comunicação com o mundo elemental.
Por vezes surge para indicar ilusão e
para alertar para a possibilidade de termos de atacar
alguém ou alguma coisa que nos cerca sem sabermos.

Lobo -
O Lobo é um dos animais mais populares como Animal de Poder.
Todas as culturas o respeitam e valorizam os seus ensinamentos.
O Lobo é generoso, extremamente dedicado à família, fiel e paciente.
É também poderoso, valente e detentor de uma enorme capacidade para amar.

Macaco -
O Macaco é inteligente e bem-humorado. Como Animal de Poder,
transmite-nos a sua alegria, a agilidade, a destreza e a irreverência.
É também um símbolo de amizade.

Minhoca -
A Minhoca é um pequeno ser que vive dentro da Terra,
escondido dos olhares humanos mas contribuindo incansavelmente
para a riqueza e fertilidade do solo.
É o símbolo da regeneração, da resistência, da auto-cura
e transformação. Como Animal de Poder ensina-nos
a alcançar grandes feitos com humildade e dedicação.

Morcego -
O Morcego é símbolo do renascimento, da morte iniciática
e da transformação do Ser. Como criatura nocturna,
capaz de ver sem utilizar os olhos (utiliza o sonar)
é portador da visão oculta, da intuição e dos poderes lunares.
Representa a reencarnação e, por vezes, a timidez de quem o encontra.
É um excelente aliado na Magia.

Ouriço -
O Ouriço é um pequeno mamífero noctívago que
personifica a docilidade, apesar dos espinhos que o cobrem.
Representa a inocência, a delicadeza e o préstimo.
É um maravilhoso Animal de Poder, bem como um óptimo companheiro
e vizinho para quem tiver a sorte de partilhar um quintal com ele.
O Ouriço ensina-nos a dedicação, a humildade e a não-agressão.

Pantera -
A Pantera é um Leopardo negro e detém muitos dos seus atributos.
Tal como este, é forte e flexível, podendo ensinar a ultrapassar
os próprios limites. Além disso é ainda a Dona dos Mistérios, portadora
de sensualidade, beleza e poder de sedução.
É um Animal de Poder excepcional, frequentemente adoptado como
Animal de Poder Pessoal pelos praticantes de xamanismo moderno.

Papagaio -
O Papagaio é uma ave vistosa e expansiva.
Tem o dom da palavra, bem como da inteligência podendo ser
um excelente auxiliar quando existem problemas de comunicação,
expressão e verbalização. Pode ser invocado para trabalhos de cura,
especialmente se os baixos níveis energéticos do paciente forem devidos
a falta de afirmação pessoal ou auto-estima deficiente.

Pato -
O Pato-bravo é uma ave migradora que representa
o desprendimento e a mudança. Por outro lado,
o Pato doméstico representa o sustento para muitas populações.
Como Animais de Poder, tanto um como outro representam
a fertilidade, a maternidade e a nutrição.

Peru -
O Peru é uma ave originária do continente americano.
Cedo se tornou um animal doméstico, do qual os nativos
retiravam o seu sustento. É símbolo de celebração
e de abundância, tanto que hoje em dia continua a
ser servido como alimento ritual pelo Natal e pela Festa
de Acção de Graças. Como Animal de Poder ensina-nos
o espírito da oferenda, a dar e a receber.

Porco-espinho -
O Porco-espinho é um grande roedor,
frequentemente confundido com o Ouriço.
Existe tanto no Velho como no Novo Mundo e
detém as virtudes da dedicação à família,
da fé e da confiança. Como Animal de Poder,
inspirar-nos à realização de objectivos.
É também frequente surgir quando precisamos
de aprender a defender-nos.

Puma -
O Puma, também chamado Leão-da-montanha,
é um grande felino das Américas.
Representa a força, a coragem e o instinto de sobrevivência.
Tal como o Jaguar e o Leopardo, é um solitário ligado ao
mistério e ao silêncio. Como Animal de Poder transmite-nos
velocidade e a graça, o espírito de liderança e a força.

Pica-Pau -
O Pica-Pau é uma ave tradicionalmente relacionada
com os Espíritos do Trovão. Tem algumas semelhanças com o Galo,
por ser o Vigia da Floresta.
O seu espírito é protector e detém os dons
da regeneração, da limpeza e da comunicação.

Pinguim -
O Pinguim cria laços familiares fortes,
vive em comunidade e é extremamente fiel.
Como Animal de Poder transmite os dons da Água
com a estabilidade da Terra.

Pirilampo -
O pequeno Pirilampo representa a iluminação
e a força da vida. É uma Luz na escuridão,
evoca o maravilhoso e promove o entendimento,

Pombo -
O Pombo é um Mensageiro. No cristianismo simboliza
o Espírito Santo e em muitas outras tradições está
associado à comunicação, à paz e ao mundo espiritual.
Como Animal de Poder, surge frequentemente para
avisar o xamã ou o paciente de que existem mensagens
que devem ser compreendidas.

Raposa -
A Raposa é bem conhecida como figura da esperteza
e da astúcia. É um animal belíssimo e hábil,
detentor dos dons da camuflagem,
da observação e da flexibilidade.
Por vezes, transparece a sua faceta dócil,
maternal e brincalhona mas, tal como o Coiote,
pode também ser patrono da vigarice e da manipulação.
Como Animal de Poder ajuda todos aqueles que sofrem por
causa da sua ingenuidade.

Rato -
O Rato é um pequeno animal extremamente versátil,
individualista e despachado. Desperta-nos as virtudes da percepção e
da flexibilidade. Também transmite satisfação
e aceitação, ensinando-nos a fazer muito com o pouco que temos.

Salmão -
O Salmão é um peixe heróico que não vacila em dar a
própria vida para que a espécie possa ter continuidade.
É um símbolo de força, coragem e perseverança.
Como animal de Poder mostra-nos quando devemos
lutar e nadar contra a maré. Suporta-nos na nossa
determinação e ensina-nos o espírito de sacrifício.

Sapo -
O Sapo é um animal associado aos Mistérios,
sendo especialmente ligado à chuva. Representa a
transformação e a evolução. Como Animal de Poder pode
surgir para avisar sobre uma doença, indicando
qual a fonte do desequilíbrio.

Sátiro -
O Sátiro é uma figura mitológica, frequentemente
relacionado com Pã, divindade primordial.
Representa a libertinagem e o instinto sexual.
Pode ser invocado para fertilidade,
para comunicação com os seres da natureza
e também para dar livre expressão aos impulsos da carne,
celebrando a vida e a liberdade.

Tartaruga -
A Tartaruga é um animal antigo,
de vida longa e especialmente ligado à Mãe Terra.
Transporta consigo os dons da estabilidade, da paciência,
da resistência e da sabedoria. Como Animal de Poder
é muito protector e promove a longevidade.
Mostra-nos que há certo conhecimento que só se adquire
com anos de experiência. Por vezes, a Tartaruga
surge para nos dizer que devemos pedir conselho
aos mais velhos ou para nos mostrar que devemos ter calma,
temperança e que tudo leva o seu tempo até dar frutos.

Tatu -
Existem várias espécies de Tatus,
todos orginários do continente americano.
São pequenas criaturas couraçadas que levam
uma vida pacata de insectívoros. Como Animal de Poder,
o Tatu é protector, pode ser invocado para trabalhos
de cura e para nos ensinar a definir os limites emocionais.

Texugo - O Texugo é um animal corajoso, forte e
bastante agressivo se for ameaçado.
Apesar de ser relativamente pequeno,
tem tenacidade para repelir animais maiores como lobos,
coiotes, raposas e até ursos. É símbolo da persistência
e mostra-nos como agir em caso de crise.
O Texugo como Animal de Poder é indicado
para protecção e para despertar a valentia.

Tigre -
O Tigre tem o dom da aproximação lenta e calculada.
É mestre em aproveitar as oportunidades e, quando o faz,
é com toda a força e determinação.
Como Animal de Poder, mostra-nos quando uma situação
necessita de observação cuidadosa e de preparação antes do ataque.

Touro -
O Touro é um dos mais antigos animais simbólicos,
fazendo parte do imaginário de muitas culturas.
Representa a fertilidade, o poder e a liderança.
É também um animal com profunda ligação à Terra,
indicado para protecção, materialização e estabilidade.
Além de todos estes atributos, o Touro ainda
nos inspira a generosidade, a hospitalidade e a paciência.

Unicórnio -
Este animal mitológico é um dos mais elevados
símbolos de pureza e espiritualidade.
Detém alguns dos atributos do Cavalo e do
Cavalo Alado mas também os dons da mansidão,
da salvação e da inocência.

Urso -
O Urso é uma figura imponente e forte.
É o Senhor da Montanha e da Floresta,
não havendo nenhum outro animal que lhe faça frente,
salvo talvez o valente Texugo. Como Animal de Poder
detém os mesmos atributos deste e ainda os dons da introspecção,
da intuição, da cura, bem como da sabedoria
ligada aos Ancestrais e à Terra.
O Urso é um excelete guia para
o despertar da consciência, para o estímulo da curiosidade
e para o bom aproveitamento dos ensinamentos.

Veado -
O Veado é um animal elegante,
cheio de delicadeza e graça,
tendo sido adoptado como Animal de Poder
por muitos clãs e praticantes de xamanismo.
É um símbolo de espiritualidade, de gentileza,
de nobreza e de adaptabilidade.

.

PEDRARIAS

Saiba tudo sobre eles!

Existem muitas variedades de pedras úteis para cristaloterapia e as suas aplicações são igualmente variadas. Além das propriedades inerentes a cada uma, há que ter em conta a forma de cada amostra individual, para que possa ser utilizada da forma mais vantajosa.

Para melhor entendimento, dividimo-las em duas categorias: pedras em bruto e pedras polidas.

Pedras em bruto

As pedras em bruto mantém a sua forma e estrutura naturais inalteradas e, por essa razão, mantém os níveis de emissão de energia relativamente constantes. Não precisam de ser limpas tantas vezes como as pedras polidas e podem ser usadas para energizar outras pedras, plantas, ambientes e pessoas.

Drusa




É um aglomerado de vários cristais individuais e irradia energia para o ambiente circundante. Usa-se para limpeza de outras pedras mais pequenas, para limpeza de jóias, como filtro de poluição electromagnética, stress geopático e ambiental.

Ponta


Cristal único com uma ponta facetada natural e com a outra extremidade quebrada no local onde se separou do aglomerado original. Muito usadas em esquemas de cristaloterapia, para energização de pontos e activação de outras pedras.

Ponta “laser”


Trata-se de uma vareta de cristal único que afunila em direcção a uma ponta fina facetada. Normalmente do tamanho de uma mão, estas pedras são ideais para concentrar a energia num feixe estreito e direccioná-lo a um ponto específico. São usadas em cristaloterapia para carregamento ou dispersão energética de um órgão ou chakra, para alívio da dor e da tensão.

Cristais biterminados


São cristais únicos que cresceram a partir do aglomerado original partindo em duas direcções opostas e formando uma vareta com dupla terminação facetada. Muitas destas pedras encontradas à venda são lapidadas para tomar a forma biterminada e funcionam igualmente, no entanto, a sua qualidade não poderá ser comparada à de um cristal duplo natural, pois este contém na sua estrutura original a capacidade de gerar energia e emiti-la, simultâneamente, em duas direcções opostas. Estes cristais são usados para limpeza e alinhamento do sistema de chakras, para desbloquear os pontos afectados, requilibrar e centrar a energia.

Geodo


Um geodo está envolto num forma exterior e produz-se quando a cristalização ocorre em câmaras rochosas ocas, originalmente formadas por bolhas de ar aprisionadas. Quando aberto, é oco e contém nas paredes interiores muitas pontas de cristal, formando uma “caverna”. Os geodos mantém e amplificam a energia, difundindo-a de um modo lento e constante. Podem ser programados para actuar como “fontes” de energia e esta tende a fluir suavemente quando é solicitada.

Amorfo


Os cristais amorfos (tais como a obsidiana que o é naturalmente ou como os pedaços de cristal em bruto que se encontram habitualmente à venda) não tem uma forma definida e, por consequência, não tem uma organização interna rígida nem uma forma específica de fluir a energia. Normalmente condensam as características básicas da pedra e emitem rapidamente a energia produzindo um efeito forte e instantâneo quando limpas e bem carregadas. Usam-se da mesma maneira que as pedras roladas, como amuletos, para confecção de elixires, energização de pequenos espaços, plantas e água. Apesar de serem cristais em bruto, as pedras partidas (pedaços) necessitam uma limpeza e energização frequentes.



Pedras trabalhadas

As pedras polidas aliam as propriedades dos cristais à energia de uma determinada forma que lhes é dada. Com esta operação o cristal fica com sua capacidade de emissão natural alterada (por isso necessita de mais limpeza), no entanto e por outro lado, beneficia da dinâmica da nova forma.

Pirâmide


Condensa a energia na base e emite-a pelo vértice. É adequada para todos os programas de manifestação. As pirâmides criam grandes campos energéticos à sua volta e podem ser usadas para revitalizar espaços grandes como salas ou jardins. Encontram-se pirâmides talhadas em diversos materiais e elas contém sempre as propriedades inerentes ao cristal que as compõe.



Esfera


A esfera emite energia em todas as direcções, de forma homogénea e suave. Actua como um amplificador e a energia gerada é libertada sem qualquer choque para o corpo que a recebe. É usada em cristaloterapia para tratar pessoas muito sensíveis aos feixes energéticos, também na práctica de Reiki, meditação e cristalomancia.



Obelisco


O obelisco gera um campo energético análogo ao da aura humana devido à sua verticalidade. Colocado numa sala, um obelisco cria uma coluna energética e, assim, um efeito equilibrador dos chakras e dos campos subtis. É mais dinâmico que a pirâmide mas tem com esta muitas semelhanças na maneira como flui a energia.



Ovo


Os cristais talhados em forma de ovo confinam e moldam a energia, podendo ser utilizados para detectar bloqueios no corpo. Também são usados para massajar os pontos obstruídos e são muito úteis como “relaxantes de mãos” em momentos de stress.

Cubo


Um cubo de cristal cosolida a energia na sua forma. É útil para ancorar a intenção e para estabelecer a ligação com a Terra.




As pedras roladas não tem uma estrutura interna rígida pois são amorfas. Usam-se em cristaloterapia como “alvos” das disposições de pontas de quartzo hialino que, deste modo, activam as propriedades da pedra. São muito úteis na confecção de amuletos, elixires e na elaboração de Mandalas.

AURA

O que é a AURA?

É importante que você saiba que
o nome correto é AURA.

Muitas pessoas
falam AUREA,
mas é INCORRETO!



A Aura é o nome que se dá ao campo energético
que envolve o corpo físico.

Essa energia influencia toda a nossa vida,
desde a forma como pensamos,
à maneira de lidar com as situações mais diversas.

Na Aura
fica registado tudo o que nos acontece
nesta e noutras vidas.

Uma Leitura da Aura
é sempre uma leitura do momento,
pois a nossa energia vai mudando ao longo do dia.

O que acontece é que,
à medida que vamos crescendo,
vamos assumindo papéis,
fazendo com que nos percamos muitas vezes da nossa essência.

Não sabemos quem somos
nem entendemos para onde nos dirigimos.

A Leitura da Aura
permite avaliar e identificar
a energia existente no campo áurico
e a forma como está a afectar os relacionamentos,
filhos, projectos, trabalho.
Esta é a primeira fase da leitura.



Cuidar da Aura, significa também
se preocupar em alinhar os nossos Chakras.

Aplica-se pedras ou cores à
volta de cada chacra.

Os cristais fazem uma profunda limpeza energética,
removendo os bloqueios que eventualmente possam existir
e reequilibrando os chacras.

Uma sessão de "Equlibrio de Energia"
pode mudar uma vida!

Marque um horário e comprove!

*Ninon de Elfen


---------------------------------------------------

*A carta do dia

05/Fevereiro/2010
Que seja um dia de Harmonização e boa fluídez
para todos os nossos visitantes